Artigos

Imprimir

Depoimentos Giro Cultural da USP, roteiro A USP e a São Paulo Modernista




A iniciativa foi maravilhosa, muito bem organizado e adorei a cordialidade de toda a equipe. Superou minhas expectativas, eu não tinha tantas pretensões. Priscila de Souza, estudante de letras e grego da FFLCH/USP, participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 24/01/2018.





O roteiro do Giro Cultural não apresenta uma visão de cidade, ele apresenta várias cidades, portanto, uma São Paulo complexa, em disputa e em construção cotidiana, e que numa hora um prédio é o DETRAN e numa outra hora ele é um museu e, uma hora uma figura como o bandeirante é herói, noutra é assassino. Essa  complexidade  da cidade e da história da cidade  é apresentada no roteiro e isso é muito importante para que se tenha uma compreensão da cidade como ela é: complexa. Por isso eu agradeço a oportunidade de que o roteiro  ofereça multidimensões e multivisões sobre a cidade e não uma visão ou uma verdade. Marcelo Perilo – Doutor em Antropologia Social pela Unicamp, mestre em Antropologia Social pela Universidade Federal de Goiás e graduado em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, também pela Universidade Federal de Goiás – Participou do Giro Cultural “A USP e a São Paulo Modernista” em 10/03/2018.





Foi um prazer passar essas horas com vocês! Adorei participar e vou recomendar a todos os amigos e já vi que vou repetir muitas vezes. Obrigada pelo carinho e pelo trabalho que vocês promovem! Gisele Monsores – formada em pedagogia, trabalha na gestão de projetos. Participou do Giro Cultural “A USP e a São Paulo Modernista” em 10/03/2018.




Eu acho uma proposta excelente, diferenciada, porque o fato de ser de ônibus e a pé é uma oportunidade de conhecer locais diferentes e distantes que nós não faríamos apenas andando. Achei interessante essa coisa do convênio empresa/universidade. E achei o roteiro muito informativo. No mais, vocês estão de parabéns. Maria Goretti da Costa Tavares – Doutora em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 24/03/2018.










Bom, eu acho assim, esse roteiro que nós fizemos hoje tem a universidade como fio condutor. São obras, construções, ligadas à USP. Tal fio condutor é super importante, não só nas suas construções modernistas, mas aquelas que estão ligadas à Universidade de São Paulo. Então é uma coisa muito diferente. O papel da universidade é ajudar a revelar um pouco da cidade, e isso é fundamental. Um papel super importante da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão. É uma forma maravilhosa de fazer extensão e dar visibilidade à Universidade e ao patrimônio da Universidade que está espalhado pela cidade. Olga Lúcia Castreghini de Freitas Firkowski – Doutora em Geografia pela Universidade de São Paulo – participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 24/03/2018.


O Giro Cultural é uma excelente oportunidade para quem é de São Paulo, ou de fora de São Paulo, conhecer melhor a história da cidade, todas as modificações que ela passou, desde a sua fundação até hoje, com ênfase no modernismo. É muito bom, recomendo. Venham! Cristiane Castilho Fernandes da Silva – aluna do Programa de Pós Graduação Interunidades em Biotecnologia da Universidade de São Paulo/Instituto Butantan /Instituto de Pesquisas Tecnológicas –participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 14/04/2018.







Para mim foi muito interessante. Eu não sou do país, mas já moro há mais de um ano e meio em São Paulo e por estar focado no estudo não dá para conhecer muito. Mas o Giro Cultural faz com que a gente que mora no Brasil possa conhecer da melhor maneira. O Giro tem um conhecimento muito amplo, acaba que nós ficamos curiosos e assim podemos conhecer mais da cultura. O Giro Cultural é muito enriquecedor! Juan Christian Yunguri Ttito – Mestrando em Ciência da Computação pelo IME-USP – participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 02/06/2018.




Eu gostei de tudo, valeu muito a pena. Conheci pessoas diferentes, lugares que eu só conhecia de vista. Nunca tinha entrado no Theatro Municipal. Gostaria de trazer toda minha família. Agradeço muito a todos vocês! Sr. José Lito Imidio – Integrante da Oficina de Turismo Social - Viver São Paulo - Unati - USP LESTE – participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 30/06/2018








Conheci o Giro Cultural através de amigas que sempre faziam um passeio comigo e me indicaram. Esse é o segundo grupo que eu trago. E como no poema do Fernando Pessoa [heterônimo Ricardo Reis]:

“Para ser grande, sê inteiro: nada

Teu exagera ou exclui.

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és

No mínimo que fazes.

Assim em cada lago a lua toda

Brilha, porque alta vive.”

O Giro Cultural é isso: ele consegue brilhar, consegue ser grande, sem aquele estardalhaço, sem aquela coisa espalhafatosa. Nós ficamos maravilhados por participar e trazer pessoas para participar. Eu só tenho a agradecer! Jaime Paixão dos Santos – Guarda Civil Metropolitano e Professor de Educação Física, atua no Projeto Corra com a Guarda da Secretaria Municipal de Segurança Urbana no Parque do Ibirapuera – e sua família no MAC-USP. Participaram do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 07/07/2018.





Ter participado do Giro Cultural foi algo extremamente interessante porque deu oportunidade aos participantes de vivenciar os prédios, os locais, mas fazendo toda uma relação com o significado histórico e pensando nessa historicidade como uma construção social. Então, nos coloca no papel de sujeitos desse processo, já que nós vivemos na cidade e fazemos  essa relação com o que ela foi construída: o passado e o presente e como é que isso se sobrepõe e se refaz a partir da nossa atuação nesse contexto atual. Raiane Patricia Severino Assumpção – Doutora em Sociologia pela UNESP - Participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 14/07/2018.



Eu me chamo Alriza, vim de Manaus, é a primeira vez que a gente participa desse Giro Cultural e foi muito gratificante, uma surpresa! Já vim várias vezes em São Paulo a serviço, mas muito rápido e ter a oportunidade de participar desse Giro foi muito bom. Alriza Queiroz Lima - Graduada em Administração pelo Centro Universitário Nilton Lins (2004). Atualmente é Agente Administrativo da Superintendência Estadual de Habitação do estado do Amazonas. Participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 11/08/2018.






Eu queria agradecer ao pessoal da USP, porque eu venho em São Paulo desde 1983, e ainda não tinha feito um passeio como esse, em que falam do aspecto do final do século XVIII, XIX e preparou a gente para ter essa visão maravilhosa do século XX. Foi muito bom, foi ótimo, a gente tinha vindo várias vezes, já andei em vários locais, tenho ido a várias cidades: Rio, Nova York, mas São Paulo é São Paulo. Adoro São Paulo. E ver os locais em separados, não dá essa visão total que vocês nos passaram, desde a construção da cidade até a atualidade. A gente vive realmente o momento. Aldo Marques da Silva - Graduado em Licenciatura em Letras – Português/Inglês pela Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil. Participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 11/08/2018.





Gostei bastante do roteiro, porque acho muito legal a abrangência que ele tem, tanto de um ponto de vista temporal, quanto temático. As discussões vão desde a Independência até os dias atuais. Também gosto da questão das diferentes partes artísticas, como arquitetura, música, teatro. É a segunda vez que participo e foi uma experiência nova. Como são várias coisas para ver, muitos assuntos, é algo que não se esgota. Não importa quantas vezes se participa, sempre será algo inovador. Saí de lá carregando novas experiências, novos conhecimentos. A equipe é muito bacana, todos muito prestativos e simpáticos. É um espaço de diálogo, há uma preocupação de interação, de fazer as pessoas pensarem no espaço que elas estão e entender seu papel dentro da cidade na qual você está imersa, toda história, toda cultura que está relacionada a ela. Geisy Suet – Estudante de História da FFLCH-USP, atualmente desenvolve pesquisa sobre as biografias da Chiquinha Gonzaga sob a perspectiva de gênero. Participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 18/08/2018.






Confesso que tive um sábado maravilhoso realizando este roteiro, numa cidade gigantesca como São Paulo, que nós nunca paramos para observar melhor a riqueza que a cidade nos oferece, e esse giro mostrou essa face e cheio de história. Com certeza estarei divulgando esse giro para os meus contatos. Roberto Massaru Anraku - Funcionário Público - Participou do roteiro a USP e a São Paulo Modernista em 15/09/2018.